João Batista comeu gafanhoto ou alfarroba? Mateus 3: 4

João Batista comeu gafanhoto ou alfarroba? Mateus 3: 4

João Batista comeu gafanhoto ou alfarroba? Mateus 3: 4

“Yohanan usava uma veste de pelos de camelo e um cinto de couro em torno de seus lombos; alimentava-se de [1]acridas e mel silvestre.”


[1] Mateus 3: 4 acridas “ – A alfarrobeira é extensamente cultivada em terras litorâneas do Mar Vermelho e é comum na Palestina, ao norte de Hebrom.

As bolotas com as quais o “Filho Pródigo” alimentavam os porcos eram as alfarrobas, conforme Lucas 15: 16.

Há algumas evidências que favorecem a ideia de que os gafanhotos usados por João eram vegetais. É bom ainda saber de evidências seguras indicando que o inseto “gafanhoto” é muito pobre como alimento, portanto incapaz de sustentar uma vida humana.

Entre os primeiros a contestarem a ideia de que a dieta de João Batista incluía gafanhotos (insetos) estiveram os ebionitas, um grupo de judeus nazarenos da Síria, que, como os essênios, eram um tanto ascéticos e advogavam uma dieta vegetariana. Creem alguns estudiosos que os ebionitas substituíram em seus manuscritos acrides (gafanhotos) por ecrides (bolos). Esta substituição teria sido feita em harmonia com seus princípios dietéticos.

Os pais do cristianismo de origem grega, que tinham melhor conhecimento do uso do grego bíblico, não concordavam que acris em Mateus e Marcos indicasse o inseto.

Muitos consideravam os acrides dos Evangelhos equivalentes a akrodua (frutos ou pontas dos ramos de árvores ou ervas).

Em um sermão do ano 400 a. D., atribuído erroneamente a Crisóstomo, há a afirmação que João comia frutos da alfarrobeira – acridas botanôn. A expressão” acridas botanôn” é traduzida para o latim como “herbarum summitates“, significando as pontas ou brotos das plantas.

Os escritores gregos e seus tradutores latinos entenderam que o termo “gafanhoto”, usado como alimento por Yohanam o imersor, se referia a um regime vegetariano.

3 thoughts on “João Batista comeu gafanhoto ou alfarroba? Mateus 3: 4”

  1. Josias disse:

    Tov me’od

  2. Carlos Antonio Nunes Da silva disse:

    Foi muito bom sabe deste estudo eu confesso que não sabia

  3. Muito interessante esse esse comentário,sempre ouvimos e pregamos que João comia o próprio inseto com mel,sempre notei que haveria alguma coisa errada nesse texto não haveria condições para um ser humano,se alimentar de um inseto que na minha concepção, não teria nenhuma possibilidade de almentar um ser humano.🙏👍 👍

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.