O projeto

O projeto da Bíblia Israelita nasceu em 2014, idealizado pelo pesquisador e escritor Marcos S. Pinho. O projeto não é uma tradução direta, mas uma restauração verso a verso baseada nos manuscritos hebraicos e gregos. Muitos nos perguntam se a BRI é uma tradução direta das cópias manuscritas; nossa resposta a essa pergunta é: Não, a BRI (Bíblia Restaurada Israelita) não é uma tradução, mas uma versão da João Ferreira de Almeida livre de direitos autorais.

Base da BRI
Usamos como base para as compilações e correções a versão livre de direitos autorais em português, publicada pelo coautor Jacobus op den Akker. Usamos essa versão em português como a base da BRI de forma proposital, já que milhões de brasileiros usam a versão da JFA (João Ferreira de Almeida). Nós acreditamos nesse trabalho e é por esse motivo que começamos um trabalho silencioso de correções baseado nesses manuscritos: Codex Alexandrinus, Codex Vaticanus, Codex Sinaiticus, Codex Syrus Curetonianus, Peshita em inglês, Pergaminhos do Mar Morto, Matityahu de Shem Tov, Matityahu de Du Tillet. Usamos também algumas versões para consulta, que são: Bíblia de Jerusalém, Bíblia King James 1611, Bíblia Reina-Valera, Bíblia do Peregrino, Bíblia TEB, Bíblia Almeida Corrigida e Fiel.

Autores da BRI
Não usamos a palavra “autor”, mas “colaboradores”. Esta é uma versão na qual várias pessoas participaram contribuindo com suas descobertas, e o coordenador geral é Marcos Pinho. Nosso foco não é em quem fez as correções, mas na veracidade delas. O único autor é Elohim, dEle é a fonte de toda sabedoria.

Escritos Messiânicos
Atualmente conhecidos como “Novo Testamento”. Esses rolos são considerados históricos e importantíssimos para compreender o ministério de Yeshua.

Base das correções
A base de nossas correções é a totalidade da Bíblia. O que estiver fora de harmonia com as Escrituras é considerado um equívoco, e usamos como referência o conceito de que Elohim não se contradiz em Suas próprias palavras. Assim, qualquer escrito que tenha o adjetivo de “Sagrada Escritura” não pode entrar em contradição com o restante.

Originais
Não existe nenhum manuscrito original escrito pelos profetas; o que existem são cópias das cópias dos originais. É por esse motivo que existem tantas versões da Bíblia. Este projeto tem a Torá como base e, por isso, não erraremos o caminho. A Torá e os Profetas, a Lei e o Testemunho, são o mapa para chegarmos a uma correção mais justa. Uma Bíblia perfeita neste mundo atual nunca existirá, mas teremos uma que nos leva à Palavra de forma mais próxima da perfeição.